EMENTA: Disciplina: Teorias do Texto: do texto ao hipertexto

 

EUniversidade Federal de Minas Gerais

Faculdade de Letras

POSLIN

Curso de Especialização Ensino de Línguas Mediado por Computador

Disciplina: Teorias do Texto: do texto ao hipertexto

Professora: Carla Viana Coscarelli

Duração: 13/09 a 15/10/2011

Ambiente: Teleduc – http://teleduc.ead.cpdee.ufmg.br/cursos/aplic/index.php?cod_curso=762

 

Ementa:

Neste curso serão discutidas as noções de texto, textualidade e textualização, a fim de que elas sejam revistas à luz das novas tecnologias. O hipertexto será definido, caracterizado e problematizado, buscando-se com isso verificar quais são as especificidades desse formato textual. Além disso, os gêneros e tipos textuais serão diferenciados e gêneros digitais, emergentes ou não, serão identificados e caracterizados. Serão consideradas as modificações que gêneros impressos sofrem quando incorporados aos ambientes digitais.

 

Justificativa: Esta disciplina visa refletir sobre a noção de texto, textualidade e textualização, levando os alunos a repensar a noção de texto e textualidade à luz das novas tecnologias.

 

Bibliografia sugerida:

Araújo, J. C. (Org.). Internet e Ensino: novos gêneros, outros desafios. Rio de Janeiro: Lucerna, 2007.

Araújo, J. C., Dieb, M. (Orgs.). Linguagem e Educação: fios que se entrecruzam na escola. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

Araújo, Júlio César, Biasi-Rodrigues, Bernadete (Orgs.). Interação na Internet: Novas formas de usar a linguagem. Rio de Janeiro: Lucerna, 2005.

Bentes, Anna Christina. Lingüística Textual. In: Mussalim, F. e Bentes, A. C. (org.). Introdução à Lingüística: domínios e fronteiras. Vol. 1. São Paulo: Cortez, 2001. Cap. 7, p. 245-287.

Bronckart, Jean-Paul. Atividade de linguagem, textos e discursos. São Paulo: Educ, 1999.

Castilho, A. A Língua falada no ensino de português. São Paulo: Contexto,1998.

Chartier, Roger. A aventura do livro: do leitor ao navegador. São Paulo: Unesp, 1998, p.7-19.

Compagnon, A. O demônio da teoria. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 1999.

Coscarelli, C. V. (Org.) Novas tecnologias, novos textos, novas formas de pensar. Belo Horizonte: Autêntica, 2002.

Coscarelli, C. V., Ribeiro, Ana Elisa (Orgs). Letramento Digital: aspectos sociais e possibilidades pedagógicas. Belo Horizonte: Autêntica, 2005.

Coscarelli, Carla Viana. Os dons do hipertexto. In: Littera: Lingüística e Literatura. Pedro Leopoldo: Faculdade de Ciências Humanas de Pedro Leopoldo, 2006

Costa Val, M. da Graça. Redação e textualidade. São Paulo, Martins Fontes, 1991.

Costa Val, Maria da Graça. Repensando a textualidade. In: Azevedo, José Carlos (org.). Língua Portuguesa em Debate: conhecimento e ensino. Petrópolis: Vozes, 2001. p. 34-51.

Costa Val, Maria da Graça. Texto, textualidade e textualização. In: Ceccantini, J.L. Tápias; Pereira, Rony F.; Zanchetta Jr., Juvenal. Pedagogia Cidadã: cadernos de formação: Língua Portuguesa. v. 1. São Paulo: UNESP, Pró-Reitoria de Graduação, 2004. p. 113-128

Dionísio, Ângela P., Machado, Anna Raquel, Bezerra, Maria Auxiliadora (Orgs.). Gêneros textuais & ensino. Rio de Janeiro: Lucerna, 2002

Furtado, José Afonso. Os livros e as leituras. Novas Ecologias da Informação. Lisboa: Livros e Leituras, 2000.

Koch, I. V. e  Travaglia, L. C. A coerência textual. São Paulo: Contexto, 1990.

Koch, I. V. e  Travaglia, L. C. Texto e coerência. São Paulo: Cortez, 1989.

Koch, Ingedore V. A coesão textual. São Paulo: Contexto, 1990.

Lévy, Pierre. As tecnologias da inteligência. São Paulo: 34, 1990.

Lévy, Pierre. O que é o virtual? Trad. Paulo Neves. São Paulo: 34, 1996.

Marcuschi, L. A. Gêneros Textuais: definição e funcionalidade. In: Dionísio, Ângela Paiva, Machado, Anna Raquel, Bezerra, M. Auxiliadora. Gêneros textuais e ensino. Rio de Janeiro: Lucerna, 2002. p. 19-36

Marcuschi, L. A. O hipertexto como um novo espaço de escrita em sala de aula. In.: Azeredo, J. C. (Org.) Língua Portuguesa em debate: conhecimento e ensino. Petrópolis, RJ: Vozes, 2000.

Marcuschi, L. A.; Xavier, A. C. (Orgs.) . Hipertexto e Gêneros Digitais: Novas Formas de Construção de Sentido. 1. ed. Rio de Janeiro: Editora Lucerna, 2004.

Marcuschi, Luiz Antônio. Da fala para a escrita: atividades de retextualização. São Paulo: Cortez, 2001.

Marinho, Marildes (Org.) Ler e navegar: espaços e percursos da leitura. Campinas: Mercado de Letras, 2001.

Olson, David R. O mundo no papel. São Paulo: Ática, 1997

Parente, André. O virtual e o hipertextual. Rio de Janeiro: Pazulin, 1999.

Paulino, Graça, Walty, Ivete, Fonseca, Maria Nazaré e Cury, Maria Zilda. Tipos de textos modos de leitura. Belo Horizonte: Formato Editorial, 2001.

Possenti, Sírio. Discurso, estilo e subjetividade. São Paulo: Martins Fontes, 1993.

Ramal, Andrea Cecília. Educação na cibercultura. Porto Alegre: Artes Médicas, 2002.

Snyder, Ilana. Ame-os ou deixe-os: navegando no panorama de letramentos em tempos digitais. In. Araújo, Júlio César, Dieb, M. (Orgs.). Letramentos na Web. Fortaleza: Edições UFC, 2009. p. 23-45.

Walty, Ivete L. C.; Fonseca, M. Nazaré S.; Cury, M. Zilda F. Palavra e imagem: leituras cruzadas. Belo Horizonte: Autêntica, 2000.

Xavier, Antônio Carlos. A dança das linguagem na web. In Silva, Thais. C Mello, Heliana (Orgs.). Conferências do V Congresso Internacional da Associação Brasileira de Linguística. Belo Horizonte: FALE/UFMG, 2007. p.199-210.

Zilberman, Regina. Fim do livro, fim dos leitores? São Paulo: Editora SENAC SP, 2001.

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s